jusbrasil.com.br
24 de Junho de 2021
    Adicione tópicos

    Confira o andamento do plano de saúde para dependentes dos servidores do Senado não atendidos pelo SIS

    Atento à imediata solução do impasse gerado pela falta de plano de saúde para dependentes dos servidores do Senado Federal não atendidos pelo SIS, o Sindilegis informa que está em constantes tratativas com as empresas que apresentaram propostas, para que seja viabilizada a melhor alternativa para os servidores.

    Até a próxima quinta-feira (27/10), o Sindilegis apresentará todos os dados necessários das empresas que foram consultadas, possibilitando, assim, que os filiados tenham a melhor opção de plano de saúde.

    Ainda com a finalidade de levar aos sindicalizados uma terceira opção de assistência saúde, o Sindilegis entrou em contato com a CASSI, do Banco do Brasil, para que a empresa também apresente proposta. A expectativa é que até amanhã seja viabilizada reunião.

    “Após as apresentações, em nova reunião setorial os servidores poderão decidir qual a melhor propostas. A categoria fará a escolha, nós apenas conduziremos o processo”, ressaltou o primeiro vice-presidente, Aníbal Moreira, que também é servidor do Prodasen.

    A Diretoria do Sindilegis solicita que, desde já, os servidores com dependentes não assistidos pelo SIS tenham em mãos o formulário de portabilidade, para que assim que definido o plano de saúde que melhor atenda aos dependentes, seja feita a migração.

    O Sindilegis está lutando, sempre com a transparência que lhe é peculiar, para que no mais curto espaço do tempo todos os dependentes dos servidores do Senado Federal tenham um plano de saúde de qualidade e com preço acessível.

    0 Comentários

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)